Médicos, Psicólogos e Fonoaudiólogos leiam abaixo as instruções de como se cadastrar para constar no site da ABDA

 

PROFISSIONAIS DE SAÚDE (Médicos, Psicólogos e Fonoaudiólogos)

Para constar do cadastro do site da ABDA a anuidade a ser paga é de R$ 560,00. A data de vencimento da anuidade será sempre em janeiro.

Os profissionais que se cadastram no primeiro semestre (Janeiro a Junho) pagam a anuidade integralmente. Os profissionais que se cadastram no segundo semestre (Julho a Dezembro), em qualquer mês, pagam a metade da anuidade, até o próximo Janeiro.

Atenção Fonoaudiólogos: Clique aqui para ler o texto sobre a atuação do fonoaudiólogo no TDAH

 

COMO SE INSCREVER

  1. Leia atentamente todo o texto que segue abaixo
  2. Em seguida,  preencha os campos do formulário que encontra-se no final desta página
  3. Após avaliação e aprovação do seu currículo pelo Comitê Científico, a ABDA enviará um boleto bancário para o endereço informado.
  4. Após o pagamento do boleto bancário seu cadastro como profissional será disponibilizado no site, na seção ‘Profissionais Cadastrados’, durante o período de vigência do boleto.

 

PRÉ-REQUISITOS PARA O CADASTRO

  1. Anexe o seu curriculum vitae com o seu histórico e percurso profissional comprovando experiência no atendimento a portadores de TDAH de no mínimo 2 anos.
  2. Indique o número do seu registro no Conselho Regional de Medicina, Conselho Regional de Psicologia ou Conselho Regional de Fonoaudiologia (Imprescindível).
  3. Indique apenas Títulos de Especialista que são conferidos por Sociedades Profissionais e reconhecidos pelo MEC. Portanto, não coloque “especialista em TDAH” ou “especialista em problemas de comportamento”, uma vez que tal titulação não existe. São títulos de especialista: “Psiquiatra da Infância e Adolescência” (ABP), “Neuropsicólogo” (CRP), “Neuropediatra” (ABN), “Sociedade Brasileira de Neuropsicologia“ (SBNp), etc.
  4. Indique como referência de especialização em TDAH:
    • Pesquisadores da área acadêmica com trabalhos científicos no tema TDAH.
    • Participação em Cursos de Capacitação em TDAH ministrados por profissionais vinculados a pesquisas cientificas junto às universidades reconhecidas pelo MEC.
    • Participação em Congressos Internacionais em TDAH, exemplo: CHADD, Congresso Latinoamericano del TDAH, International Congress on ADHD (Europa).
    • Outros eventos nacionais que abordem o tema (TDAH) e que sejam de relevância científica.
  5. Fica a critério da ABDA decidir a relevância ou não de tais eventos. Será exigido o envio para a ABDA da Cópia do Certificado de participação em pelo menos 1 (um) destes eventos.
  6. Indique apenas o que tem relevância para o tratamento de TDAH e comprovação científica de sua eficácia. Portanto, não inclua, por exemplo: “terapeuta floral”, “acupunturista”, “homeopata” e outras formas de terapia que ainda não tem sua eficácia comprovada para pessoas com TDAH.
  7. Indicações de que “faz pesquisa” sobre um determinado transtorno devem ser acompanhadas do nome da instituição onde a pesquisa é realizada.
  8. Indicações de que é autor de “diversos livros” deve ser evitada; indique os títulos dos livros. Quanto à autoria de “artigos científicos”; indique apenas o nome com o qual poderão ser consultados os bancos de dados PubMed e PsychoInfo.
  9. A ABDA poderá recusar o cadastramento, assim como o recadastramento dos profissionais que não cumprirem ou deixarem de cumprir por qualquer motivo os itens acima expostos.
  10. A ABDA reserva-se o direito de não justificar as razões do não cadastramento ou descadastramento de profissionais uma vez que as regras aqui expressas não sejam cumpridas.
  11. O cadastro existente no Portal da ABDA, com acesso mensal superior a 200.000 visitas, tem servido de referência a pessoas com TDAH e seus familiares de todo o Brasil. Ele foi concebido como um serviço de utilidade pública, uma vez que são extremamente frequentes os pedidos de indicação de profissionais.
  12. Apesar da responsabilidade das informações ali contidas ser exclusivamente do profissional, indicando o seu grau de expertise no diagnóstico e tratamento de TDAH, com frequência recebemos correspondência ou ligações telefônicas questionando os critérios para inclusão do nome no cadastro e, eventualmente, criticando a terapêutica proposta quando a mesma é discrepante do que o próprio Portal informa sobre o assunto.
  13. Como não cabe à ABDA avaliar procedimentos técnicos dos profissionais de saúde, optamos por seguir a mesma orientação de outras Associações: solicitar a participação dos profissionais nos eventos da ABDA, dentro de uma frequência mínima. Esta estratégia permitirá o convívio com os principais pesquisadores do país e convidados estrangeiros, além de possibilitar a discussão com demais profissionais de aspectos variados relacionados ao TDAH.
  14. Os profissionais cadastrados cujos pacientes oferecerem e comprovarem denúncias de mau atendimento serão descadastrados.

FORMULÁRIO PARA CADASTRO DE PROFISSIONAIS

Este formulário destina-se somente a profissionais de saúde

Tipo de inscrição

Tipo de endereço

tipo de telefone 1

tipo de telefone 2

Concordo em ser signatário da Carta de Princípios da ABDA

Você é:

Deseja ter o e-mail disponível no site?

13 + 3 =